Segurança de e-mail: O que você precisa saber…

Segurança de e-mail, não ignore isto! As organizações, empresas e comércio em geral, hoje enfrentam vários desafios – a interceptação e manipulação de mensagens, falta de verificação de identidade, phishing e malware – tudo isso ao lidar com as estruturas de segurança de e-mail atuais em serviços pagos ou gratuitos.

Encontrar uma solução para esses desafios é importante, mas encontrar a solução certa é fundamental. Portanto, vamos começar com os fundamentos do cenário atual de segurança de email antes de explorar como aumentar a segurança de seu email com criptografia de ponta a ponta.

Segurança de e-mail: O que você precisa saber e práticas recomendadas

Importância da segurança de e-mail.

Não devemos ignorar a importância da segurança de e-mail, por isso, listamos aqui nove (9) estatísticas que você deve conhecer para se previnir de problemas com privacidade e vazamento de dados e informações, especialmente em e-mail com mensagens restritas.

Para muitas empresas, a segurança de e-mail não é uma preocupação até que seja tarde demais. Freqüentemente, as organizações comerciais e até empreendedores não levam as ameaças contra o email a sério, acreditando que as violações de big data acontecem apenas em grandes empresas.

Como o cibercrime tem um ROI enorme, dados confidenciais, mesmo as menores empresas, ainda são atraentes para os malfeitores ganharem dinheiro fácil.

Como alternativa, muitas das grandes empresas presumem que a segurança de e-mail é algo que já está sendo cuidado – afinal, se você tem uma política de segurança em vigor e se preocupa em lembrar seus funcionários das práticas recomendadas de segurança, com o que se preocupar?

As caixas de entrada de seus funcionários são portas de entrada em potencial para seus negócios, armazenando informações confidenciais sobre sua empresa, seus funcionários e seus clientes, uma das maneiras mais simples de proteger seu patrimônio é ter serviços para enviar email anônimo.

À medida que as violações de dados se tornam mais sofisticadas e prevalentes, relatou-se que 68% dos líderes de negócios sentem que seus riscos de segurança cibernética estão aumentando.

Para lhe dar uma noção melhor da importância da segurança de e-mail e da vulnerabilidade de seus dados serem compartilhados por e-mail, compilamos nove estatísticas que destacam o risco para o seu negócio.

Veja esses dados sobre segurança do e-mail:

  1. As violações de dados expuseram 4,2 bilhões de registros no primeiro semestre de 2020.
  2. 52% das violações incluíram hacking, 28% envolveram malware e 32-35% incluíram phishing ou engenharia social, respectivamente.
  3. 35% das violações envolveram atores internos.
  4. 26% das violações são causadas por erro humano.
  5. 54% das empresas tinham mais de 1.000 arquivos confidenciais abertos para todos os funcionários.
  6. 47% das vítimas de violação eram pequenas empresas.
  7. Os preços das ações caem 7,32% em média após uma violação.
  8. Os ataques à cadeia de suprimentos aumentaram 81% em 2020.
  9. O custo médio de uma violação de dados foi de mais de US$ 4 milhões em 2020.

3 riscos mais comuns à segurança de e-mail.

Problemas de segurança de e-mail afetam organizações de todos os tamanhos, em todos os setores. Por que eles são tão prevalentes? Porque a caixa de entrada corporativa é uma mina de ouro para hackers e golpistas.

Quer você seja um provedor de serviços de saúde compartilhando PHI de pacientes ou um fabricante que compartilha roteiros de produtos e propriedade intelectual, nenhuma organização está imune a ataques por e-mail.

Abaixo estão três riscos comuns à segurança de e-mail aos quais todas as organizações devem prestar atenção.

1. Sua senha não é tão forte quanto você pensa.

Senhas fracas são um dos problemas de segurança de e-mail mais comuns. Não é suficiente evitar senhas óbvias como “123456”, “futebol” ou “senha” – usar o nome do seu animal de estimação, além de algumas letras maiúsculas e números, simplesmente não adianta.

Nota: O Google reuniu um conjunto de recomendações para a criação de senhas fortes.

No entanto, as senhas fortes podem ser difíceis de lembrar. Insira o logon único (SSO). SSO é um serviço centralizado de autenticação de usuário (e sessão) no qual um provedor de identidade (IdP) permite que um conjunto de credenciais de login seja usado para acessar vários aplicativos baseados em nuvem, como Gmail, Salesforce, Hubspot, Dropbox ou JIRA.

As equipes de TI podem levar a segurança do SSO um passo adiante com a autenticação multifator (MFA). Isso exige que os usuários apresentem mais de um fator de autenticação – como uma senha única de um aplicativo móvel – para garantir que a tentativa de logon venha do proprietário da conta válida, não de um impostor. Embora o MFA exista independentemente do SSO, apresentar os dois juntos como as mais novas ferramentas de sua equipe de TI ajuda a garantir a privacidade e a segurança dos dados mais confidenciais de sua organização.

A criptografia nativa para segurança de e-mail é o futuro

2. A criptografia nativa com segurança de e-mail é o futuro.

O Gmail é agora o cliente de e-mail mais usado no mundo. E por um bom motivo – é uma plataforma de e-mail poderosa e amigável que atende às necessidades das organizações de colaboração e compartilhamento rápido de informações. Além disso, ele possui alguns recursos de segurança avançados, como criptografia TLS e modo confidencial do Gmail , já integrados.

  • O Google usa Transport Layer Security (TLS) para criptografar e-mails em trânsito. Ele fornece um canal criptografado pelo qual seus e-mails podem viajar. Mas o TLS depende do provedor de e-mail do remetente e do destinatário, portanto, nem sempre funciona. Para ajudar a evitar a exposição de e-mails não criptografados, o Google avisa os usuários quando o TLS não funciona; um símbolo de cadeado vermelho aberto significa que uma mensagem de entrada ou saída não está criptografada.
  • O modo confidencial do Gmail é um recurso que permite aos usuários implementar o gerenciamento de acesso básico em seus e-mails. Isso significa que os usuários poderão definir datas de expiração para mensagens, revogar o acesso de determinados usuários ou impedir ações como encaminhamento e impressão. No entanto, o Google ainda tem acesso ao texto simples desprotegido (mesmo depois que o acesso do destinatário expirou), deixando de atender aos requisitos de privacidade e conformidade de organizações preocupadas com o acesso de terceiros aos seus dados.

Embora os recursos de segurança nativos do Gmail forneçam uma forte primeira linha de defesa para segurança de e-mail, eles têm seus limites. A segurança do Gmail pode ser facilmente reforçada com uma camada adicional de criptografia do lado do cliente, por meio de complementos de terceiros.

3. Erro humano ou roubo de dados.

Você já enviou um e-mail para a pessoa errada por acidente? Erros acontecem. Os funcionários têm acesso a dados mais confidenciais do que deveriam e, se esses dados forem compartilhados por e-mail por engano, podem facilmente acabar nas mãos erradas. Para resolver isso, tenha uma política clara sobre o que deve e o que não deve ser enviado por e-mail e garanta que todos os dados confidenciais sejam criptografados.

Melhor ainda, garanta que sua solução de criptografia forneça a capacidade de controlar o acesso a dados confidenciais em fluxos de trabalho de compartilhamento. Com controles de acesso granulares, na próxima vez que você enviar um e-mail para a pessoa errada, poderá facilmente revogar o acesso.

Obtenha privacidade e segurança de e-mail um nível acima com criptografia de ponta a ponta.

A criptografia de ponta a ponta envolve todos os dados em uma camada de proteção o tempo todo, não apenas em trânsito e em repouso; também garante que apenas o remetente e o destinatário possam visualizar o conteúdo de um e-mail. Essa proteção permanece com seus dados, não importa para onde eles vão , mesmo depois de deixar a plataforma de e-mail.

Se seus dados em si não são criptografados e dependem da criptografia TLS, eles correm um risco maior de exposição e, em setores altamente regulamentados, podem levar a problemas de conformidade.

A implementação da criptografia ponta a ponta ajuda a garantir que sua organização esteja totalmente em conformidade com os regulamentos de privacidade e segurança de dados, como HIPAA, FERPA, CJIS, ITAR ou GDPR.

O que é segurança de e-mail centrada em dados?

A criptografia de ponta a ponta está no centro de uma abordagem centrada em dados para a segurança de e-mail. As abordagens tradicionais são focadas na tecnologia, pois se um invasor ataca, a tecnologia responde. Uma abordagem centrada em dados, no entanto, permite proteger o que é realmente valioso – os dados.

Uma abordagem centrada em dados para segurança de e-mail deve:

  • Proteger: Certifique-se de que os dados estejam seguros em todos os momentos com criptografia de ponta a ponta.
  • Controle: proteja ainda mais os dados com recursos como revogação de acesso, encaminhamento controlado e marca d’água .
  • Auditoria: Fornece uma visão clara de todas as interações com os dados para manter a conformidade.

Quando você pensa sobre o que uma abordagem centrada em dados para segurança de email pode significar para sua organização e como você está configurado – seja no local, híbrido ou na nuvem – considere o ciclo de vida de seus dados. Onde é criado? Por quem? Para onde está indo? Quem vai interagir com ele?

As respostas a essas perguntas têm implicações diferentes para sua organização, dependendo de como você está implantando sua solução. Portanto, se houver dados confidenciais gerados pelo usuário ou pelo cliente que precisam de proteção e controle, ter uma solução integrada e contínua nesse lado é fundamental.

  • Usabilidade: Um dos pilares de uma estratégia de e-mail seguro – requer estender a experiência do usuário para o que o usuário conhece, resultando em uma taxa de adoção mais alta, essencial para o sucesso da implantação.

segurança de e-mail na era da nuvem

Principais considerações para ter segurança de e-mail na era da nuvem.

83% das cargas de trabalho corporativas serão migradas para a nuvem até o final deste ano. Embora o email ainda seja o principal meio de comunicação para as organizações, as plataformas de mensagens baseadas em nuvem estão ganhando força no ambiente de trabalho moderno.

Portanto, sua estratégia de segurança de e-mail também deve fornecer proteção, controle e auditoria para dados gerados em nuvem. Considere isto:

  • Adote um modelo Zero Trust – essencialmente “nunca confie, sempre verifique” – para os dados de maior risco. Mudar para a nuvem ou para um modelo híbrido requer uma extensão do seu modelo de confiança. Ao limitar o acesso de terceiros a conteúdo não criptografado, você pode adiar parte da responsabilidade e manter um perfil de risco mais baixo.
  • Garanta que você pode aproveitar totalmente os benefícios da colaboração, proporcionados por estar na nuvem, mantendo o controle total de seus dados confidenciais. Tirar proveito de uma plataforma de colaboração em nuvem abre sua organização para a promessa de aumento de produtividade e permite que você se mantenha competitivo em um mercado em rápida evolução. Mas, também promove um aumento na mobilidade e viralidade de dados. Reduza esse risco com uma solução que oferece visibilidade clara de onde seus dados confidenciais estão e quem os está acessando.
  • Reduza a carga administrativa com gerenciamento de chaves apropriado. Certifique-se de ter um custo de propriedade apropriado que não anule os benefícios de estar em um ambiente de nuvem. As tecnologias de gerenciamento eletrônico disponíveis hoje ajudam a resolver essa preocupação.

Procure uma solução que forneça extensibilidade além de apenas e-mail. Embora o e-mail possa ser seu principal meio de comunicação, conforme o local de trabalho evolui para atender às necessidades da era digital, sua solução de segurança de e-mail deve ser capaz de fornecer proteção persistente para suas caixas de entrada de correio eletrônico, devices e outros aplicativos.